FANDOM


15/09/2006 - “O Mal dos Trópicos”, de Apichatpong Weerasethakul Editar

Certamente um dos filmes mais aclamados pela crítica especializada até agora no século XXI, “Mal dos Trópicos” surpreende pela técnica primorosa e pela originalidade. São apresentadas duas histórias ligadas de uma maneira um tanto quanto obscura. A primeira é um romance entre um soldado e um rapaz do campo. A segunda é um mito tradicional tailandês, sobre as relações e os devires entre os homens e os animais. O mais impressionante é sentir como Weerasethakul consegue transportar o espectador para locais diferentes através de seu domínio da câmera e da fotografia: da atmosfera ensolarada e tranqüila que marca com leveza a primeira parte do filme à tensão e paranóia geradas pelas sombras e sons da floresta na segunda metade. Prescindindo quase inteiramente de diálogos e explicações, o diretor consegue apresentar em conjunto estas duas histórias com temas e climas radicalmente diferentes, e ainda é capaz de fazê-lo dando equilíbrio ao filme.

  • “Mal dos Trópicos” (“Sud Pralad”, Tailândia, 2004) – 118 min. Direção e roteiro: Apichatpong Weerasethakul. Com: Banlop Lomnoi e Sakda Kaewbuadee

Total: 1h58 min.