FANDOM


15/12/2006 - “Millenium Mambo”, de Hou-Hsiao Hsien Editar

Um dos maiores representantes do internacionalmente premiado novo cinema taiwanês, Hou Hsiao-Hisein é antes de tudo um cineasta que parece querer retratar uma realidade sua, particular. Seu cinema parece ser aquele tipo de arte suspensa no tempo, em que se captura um momento e não todo o tempo. Com isso, sua realidade não é completa, como queriam os neo-realistas, mas sim, uma realidade de um reflexo. Millenium Mambo é, antes de mais nada, um momento: a cada plano, a cada seqüencia, algo é suspenso e, como se as luzes das casas noturnas se ascendessem revelando algo. A cidade e suas luzes poderiam parecer ainda mais o ponto de partida do filme, é a isso que se é apresentado antes de mais nada, as luzes frias, um ruído inicial de música e só depois a personagem e a história. Não parece sem querer. Fugir do que estar em volta, das coisas que uma jovem urbana está cercada é antes de mais nada pensar no que se cerca. Hou parece nesse filme apresentar a perdição do urbano em primeiro plano.

  • “Millenium Mambo” (“Qianxi Mambo”, Taiwan/França, 2001) – 105 min. Direção: Hou-Hsiao Hsien. Roteiro: T’ien-wen Chu. Com: Qi Shu, Jack Kao, Chun-hao Tuan

Total: 1h45 min.