FANDOM


"Pickpocket", de Robert Bresson Editar

Um dos mais originais e influentes cineastas da história, Robert Bresson não fez nenhum tipo de concessão em seus filmes, realizando-os sempre em um tom rigorosamente minimalista, lírico e anti-psicológico, focando sua atenção nos pequenos detalhes da encenação. Assim, o diretor renovou a concepção do que o cinema narrativo poderia ser, limando qualquer traço de teatralidade e elevando-o, como poucos, a dimensão do transcendental. Em “Pickpocket”, Bresson faz uma vaga adaptação de Crime e Castigo, de Dostoievski, ao contar de forma quase documental, a história de um solitário cleptomaníaco que se considera acima das leis e emoções humanas. Abordando temas como isolamento, pecado e redenção, o filme é considerado um dos mais importantes da história, sendo uma das peças-chaves para a construção do cinema moderno.

  • “Pickpocket” (França, 1959) – 75 min. P&B Com: Martin Lassalle, Marika Green, Pierre Leymarie e Pierre Etaix.

Total: 1h15 min.